Friday, April 28, 2006

Três mil hamsters

Sonhei que tinha três mil hamsters.

A culpa foi de uma conversa estúpida que li na net em que alguém sugeria que com X dinheiro se conseguia comprar três mil hamsters.

E eu sonhei que os tinha...

E que eles tinham fugido...

E que eu ia (com mais alguém) à procura deles...

Pois meus senhores (e senhoras)...

Eu persegui hamsters de autocarro...

Eu meti hamsters dentro de sacos...

Eu cheguei à conclusão de que apanhar hamsters à chuva é mais fácil porque eles se juntam uns aos outros para se aquecerem...

Eu descobri que uma igreja não é um sítio onde um hamster se escondesse...

Eu apercebi-me de que mais fácil que perseguir um hamster com um saco na mão é pousar o saco no chão e chamar por ele...

E, acima de tudo...

Eu cheguei à conclusão de que tenho que dormir mais que cinco horas por noite que é para não acordar às sete da manhã ainda meio a sonhar e a lembrar-me destes sonhos ridículos...

Thursday, April 27, 2006

Afinal não é uma batedeira...

É um "robot de cozinha", segundo me dizem...

Mas aquilo a mim não me parece um robot...

Não anda, não fala, não mexe... Que raio de robot é este? :-|

Nunca pensei ver...

...uma freira a empurrar um carrinho de bébé... :-|

Em que estariam eles a pensar, edição #2

Centro Comercial Vasco da Gama.

Área da restauração, zona de não fumadores.

Reparem bem no sinal de "não fumadores", bem no centro da dita área.

Deixem-me descrever-vos o sinal... Diz "não fumadores", com um cinzeiro de cada lado acompanhados da mensagem "apague aqui o seu cigarro"...

OK, até aqui tudo bem, mas...

Tinham mesmo que colocar os cinzeiros NO MEIO DA ZONA DE NÃO FUMADORES?

Bolas, é que é mesmo irritante estar a jantar na zona onde não é suposto haver fumo e apanhar com o cheiro a tabaco das pessoas que fumam as últimas passas em direcção ao cinzeiro!

Wednesday, April 26, 2006

Telepatia?

Ele [a gozar]: A sério, eu consigo-te transmitir os meus pensamentos, pois! Queres ver?

[ ...pequena pausa connosco a olharmo-nos nos olhos... ]

Eu [com ar espantado]: Eia, ganda PORCO!!!! :-|

Mais situações incómodas

Ligar para alguém, deixar tocar, tocar, tocar... e desligar no preciso momento em que se ouve "Sim?"

Ou então o inverso, estar a mexer no telemóvel e atender sem querer uma chamada que quase de certeza seria só um toque... e qual é o reflexo imediato? Desligar, pois! Como quem diz "Eu não fiz nada, eu não vi nada! Eu nem estava cá!!!"

Está confirmado!

Quando fui cortar o cabelo, pedi que mo cortassem a pente 3.

Depois achei que ainda estava demasiado comprido e decidi que o queria cortar a pente 2.

Peguei na máquina, olhei para os pentes e o mais curto dizia "3".

E eu pensei "bem, vou tentar com este a ver o que acontece..."

E qual foi o problema?

O problema foi que quando se corta a pente 3 aquilo devem ser uns 6mm (não me perguntem porque é que se chama pente 3)...

Quanto ao número 3 no pente que usei... era mesmo 3mm...

Corte você mesmo, mas com cuidado!

As máquinas para cortar o cabelo trazem uma série de pentes guia para que se possa cortar o cabelo ao tamanho que se queira.

Aqui vai uma dica:

Comecem a experimentar os pentes mais compridos e prossigam para os mais curtos... não façam o contrário! Trust me!

Bolas, que está uma brisasinha...

Só a mim...

Algo de estranho se passou, porque eu saí de casa com a ideia de comprar umas calças e voltei com uma máquina para cortar o cabelo numa mão e uma batedeira na outra... :-
Bom, pelo menos o batido de banana estava bom...

Em que estariam eles a pensar, edição #1

Centro Comercial dos Olivais.

Dirijam-se às traseiras do dito e reparem nas belas rampas para acesso com cadeiras de rodas.

É bonito, ver tudo acessível a todos, não é?

Só é pena que quem desenhou as rampas não se lembrou que as portas são tão pesadas que pessoa alguma numa cadeira de rodas as consegue abrir!

Sim, que eu já vi duas pessoas a tentar passar aquelas portas de cadeira de rodas e nenhuma delas teria conseguido se eu não as tivesse ajudado.

Thursday, April 20, 2006

Parece impossível, mas sinto-me despenteado...

Sim, eu sei que parece impossível alguém que cortou o cabelo a pente 3 sentir-se despenteado, mas a verdade é que sinto...

Passo a explicar:

Alguém que tem o cabelo comprido não tem problema em ter uns cabelos mais compridos que outros, certo?

POIS O MESMO NÃO SE PODE DIZER DE ALGUÉM CUJO CABELO TEM MENOS DE MEIO CENTÍMETRO E QUE ACABA DE DESCOBRIR QUE TEM UM ÚNICO CABELITO QUE DEVE MEDIR UNS DOIS CENTÍMETROS E QUE TEIMA EM FICAR DE PÉ!!!!!

Bolas...

Trabalhar sim, mas só até uma certa hora

A empresa para a qual trabalho tem vários clientes e, neste preciso momento, encontro-me num deles, que por sinal é uma grande empresa.

Uma das coisas mais caricatas neste edífio em que me encontro é a confusão que se gera pelo final da tarde.

As pessoas interagem mais, movem-se mais e nota-se claramente que estão a trabalhar e a resolver problemas.

Da parte da manhã, pelo contrário, tudo está calmo. Dá a ideia que as pessoas chegam, ligam as suas máquinas, lêem o mail, vêem os blogs, etc.

De certo modo, dá-me a ideia que andamos ao contrário, e que não estamos a ser aproveitados como deve ser, isto porque somos mais produtivos de manhã e há uma certa hora a partir da qual o nosso cérebro começa a abrandar e perdemos a vontade de trabalhar.

A sério.

Acontece a toda a gente.

A mim também acontece.

E é logo pelas 9 da manhã! :-)

Wednesday, April 19, 2006

Ouve bem o que te digo, e não o que te escrevo

Ele: Sabes se o Paulo vem?

Eu: Vê lá que queres um garfo destes...

Ele: Vê lá se queres uma máquina minha!

Eu: Olha lá, tu tens wireless? Ora vê se tem cabo aí!

Ele: Não tem cabo, mas tem fio!

Por esta altura achei que a conversa não ia chegar a ponto nenhum e decidi desistir :-)

Aveiro aos quadradinhos

Já tem algum tempo, mas eu sei que na altura não partilhei isto com muita gente, por isso cá vai.

Tirei fotos e depois o resultado, com o Comic Life, em 15 minutos, foi este :-)

Enjoy ;-)

(já repararam que é a primeira banda desenhada em que o super-herói não aparece? ;-) )

Estarei a salvo?

Por vezes pergunto-me se será seguro morar onde moro...

Principalmente tendo em conta que não temos chaves para fechar as portas dos quartos...

E que este gajo está no quarto em frente...

E tudo o vento levou

Pente 3, diz-vos alguma coisa? :-)

Pois é, e estava a rapariga a rapar-me o cabelo quando reparou nas marcas das hastes dos meus óculos por cima das minhas orelhas. Diz ela:

- Tem que ir ao oculista, que os seus óculos estão muito apertados e isso faz mal. Sabia que se pode morrer disso?

E eu não pude deixar de pensar: "Eh pá, isto sim, é que é um serviço de excelência! Cortam-me o cabelo e ainda me salvam a vida! Sim senhor..."

Claro que também não pude afastar o pensamento de um tipo quase a morrer, a contorcer-se pelo chão e a tentar tirar os óculos antes de sufocar por completo...

Tuesday, April 18, 2006

As namoradas dos meus amigos pensam em mim quando tomam banho

É o que dá ficar na casa de alguém e esquecer-me lá do schampoo e do sabonete líquido. Já vou em duas casas.

Agora imaginem o que é estarmos num grupo de 8 pessoas e a namorada de um amigo meu dizer, alto e bom som, "sempre que tomo banho penso em ti."

Sim, foi a risota geral :-)

Monday, April 17, 2006

Onde é o fogo?

Esta história que vos vou contar é caricata, mas garanto-vos que é real.

Foi em Braga.

Ia eu a uma loja de informática na qual conhecia o moço que lá trabalhava (o Carlos).

Ao chegar, vejo em frente à loja uma ambulância, os bombeiros e a polícia.

Vejo uns bombeiros a andar de um lado para o outro com os machados e o que me pareceu serem garrafas de oxigénio na mão, com um ar de quem diz "Mas que raio estou eu a fazer aqui?"

Entro na loja e pergunto ao Carlos o que se passa...

Ele ri-se por um bocado e finalmente diz:

- "Foi um sujeito que ligou para o 112... Por ter ouvido a vizinha a gritar 'Estou a arder, estou a arder!'"

Ah, que saudades de Braga... :-)

Sunday, April 16, 2006

E a nova definição de "ups" é...

Passar duas horas a fazer festas a gatos...

Sair de casa, olhar-me de cima a baixo e dizer: "Xi... estou cheio de pêlo..."

Chegar a casa de um colega meu, ele abrir a porta, eu entrar e dizer...

"Er... não sabia que tinhas um cão..."

Doido? Quem, eu?

Ele: Espera aí... mas tu fizeste mesmo isso?

Eu: Sim...

Ele: E eu a pensar que era doido...

Eu: Ei, não quer dizer que não sejas...

Saturday, April 15, 2006

Não aguentar mais

Ela: Acho que não aguento mais...

Eu: Eu também não...

Ela: Vamos?

Eu: Vamos...

Ela: Vou buscar o pão.

Eu: Eu vou buscar a manteiga. Onde tens a torradeira?

Ah, estes pequenos-almoços... :-)

Friday, April 14, 2006

Rabanete: a vida por um fio

Quem tem gatos sabe que eles são capazes de comer tudo.

Um belo dia a Magda viu algo a sair do rabo do Rabanete...

Sabem aqueles sacos gigantes de batatas? Era um fio desses sacos...

A Magda puxou...

E puxou...

E puxou...

E puxou...

O Rabanete não fala, porque é gato, mas se falasse aposto que sei o que teria dito. Algo como:

"Ui..."

"Ui..."

"Ui..."

Uma cena hilariante também foi a de quando o Rabanete começou a tentar fugir e a Magda ainda estava a segurar o fio...

E não esquecer do cheiro de toda esta situação, hein?

:-)

Uma voz do além

É comum, quando eu e o Francisco vamos às compras, andarmos meio perdidos dentro do hipermercado sem saber onde está o que nós queremos.

Também é comum o Francisco parar, olhar para um corredor e dizer "Espera... estou a ouvir uma voz do além" e avançar por esse corredor adentro.

Numa bela ocasião ele entrou num corredor e eu entrei no seguinte... e continuamos a falar.

Imaginem então esta conversa entre duas pessoas em corredores paralelos. Imaginem-se num desses corredores a ver um tipo sozinho com esta conversa:

Ele: Estou a ouvir uma voz do além!

Eu: Além... Além... Além...

Ele: Acho que é aqui!

Eu: Além... Além... Além...

Ele: Olha, não encontro aqui nada. E tu?

Eu: Acho que não é aqui...

Ele: Olha...

Eu: Diz...

Ele: Também está aí uma data de gente a olhar para ti?

Eu: Está...

Wednesday, April 12, 2006

A Páscoa está a chegar...

A Páscoa está a chegar...

Já toda a gente sabe o que isso quer dizer, não sabe?

Pois se não sabem, eu digo!

O facto da Páscoa estar a chegar quer dizer:

Que vamos levar outra vez com Ben Hur, Spartacus, Os Dez Mandamentos, Moisés, Maomé e a Montanha, A Montanha e Maomé, Quó Vadis e companhia!

Acho que alguém na direcção de programas deve ter comprado o pack "Filmes da Páscoa" na FNAC, há uns anos atrás, e levaram à letra o que estava escrito na parte de trás do pack...

Passo a citar: "Compre este pack de Filmes de Páscoa e diga adeus às complicações de decidir o que passar no seu canal de televisão durante esta época festiva"!!

Ah, que bom que é ter a televisão pública... :-)

Estas fraldas não são minhas...

Estava-me eu a aproximar da caixa registadora com uma embalagem de fraldas para uma amiga nossa...

O Francisco estava comigo e eu percebi logo que aquilo ia correr mal quando ele disse em voz alta "Tens que tratar desse problema da incontinência!"

Quando pousei as fraldas e a rapariga nos começou a atender, o Francisco começou a debitar:

"Pois é... metes-te nos bares e nas discotecas, agora olha..."

...

"Estou farto de te dizer para teres cuidado... Para que é que servem os irmãos mais velhos?" [de notar que o Francisco nem é meu irmão nem é mais velho que eu]

...

E quando eu já julgava que a criatividade dele já se tinha esgotado...

"E agora lixas-te, que a miúda está desempregada e pagas tu!!!"

Bem... :-)

Tuesday, April 11, 2006

Mas... eu queria um iogurte...

Ora então estava eu a tentar tirar um iogurte da máquina, mas...

A máquina diz "Pressione para rodar e pare quanto estiver no produto pretendido"...

Os iogurtes são da Danone e dizem "Não pares"...

Que é que eu faço? :-/

7 A.M.

Várias pessoas me perguntam como consigo chegar tão cedo ao trabalho (pelas 8, geralmente).

Pois bem, ponho-me a pé às 7! Não custa nada!

Ainda me lembro de quando eu e o Francisco nos punhamos a pé para ir correr às 7 da manhã... Uma altura deixamos passar a época das chuvas sem o fazer e não demos por ela que o Sol já despontava mais tarde, finalmente deixou de chover e nós decidimo-nos a acordar cedo para ir dar a nossa corridinha...

O despertador toca...

Eu estico o braço e desligo-o...

Levanto o tronco e fico sentado...

Viro-me para o lado e ponho-me a pé...

Visto uma tshirt...

Os calções...

Calço-me...

Abro os olhos...

Olho pela janela e digo...

"O Sol, c*r*lh*?"

Começo-me a rir e abro a porta do quarto...

Mesmo em frente abre-se a porta do quarto do Francisco; vejo-o a rir-se e ele diz:

"Ouve, vamos com aquelas luzes na cabeça, como os mineiros!!" :-D

Ai ai... mas fomos! Ah pois!

Monday, April 10, 2006

"VOU À CASA DE BANHO!!!"

Ora acontece que a Magda comprou aquela casa há relativamente pouco tempo, e tem vindo a adicionar-lhe todas as comodidades que uma casa deve ter a pouco e pouco.

Das três casas de banho na casa, apenas uma já tem porta, e por sinal é a que fica mais longe dos sítios mais comuns da casa (sala, cozinha, etc).

O resultado disto é que por vezes as pessoas vão a uma das casas de banho sem porta. Quando o fazem, avisam as outras pessoas, e já toda a gente sabe que enquanto não ouvir mais nada se deve ficar quietinho no compartimento em que se está, sob pena de chocar os olhos... ou não! :-)

E assim vocês ficam a saber que quando se está na casa da Magda não é de todo incomum ouvir alguém a gritar:

"VOU À CASA DE BANHO!! NÃO DESÇAM AS ESCADAS!!"

:-)

Sunday, April 09, 2006

Homens do mar

Curioso, pareço detectar um padrão...

Um tio meu trabalhou imensos anos em barcos de pesca... e recusa-se a comer pescada...

O meu pai trabalhou imensos anos em barcos de transporte de fruta... e recusa-se a comer bananas importadas...

Um outro tio meu trabalhou imensos anos em petroleiros... e recusa-se a beber petróleo...

Eu disse "no centro!"

Às vezes peço um bilhete para o cinema e peço "no centro da sala, por favor".

Claro que há pessoas que entendem o "centro" como deve ser... outras assumem apenas que quero estar na fila do centro mas que não me importo de ficar num dos extremos da sala e outras assumem que me refiro à linha central do ecrã mas que não me faz diferença sentar-me na primeira ou na última fila...

Pois bem, meus amigos, eu só gosto de me sentar na última fila quando vou ver uma comédia...

Porque ri melhor quem ri por último!

Foi nas escadas

Quando o meu irmão era pequeno a nossa mãe vestia-o em cima da cama, dava um passo para trás, abria os braços e dizia "Anda, meu filho" e ele saltava para os braços dela :-)

Uma das inúmeras histórias do meu irmão que tão cedo não esquecerei é a seguinte:

Estava eu e a minha mãe na cozinha.

O meu irmão estava a dormir.

A dada altura ele acordou e começou a chorar.

Nós ouvimos o choro e precipitamo-nos na direcção das escadas.

Chegamos nós ao fundo das escadas e ele ao topo ao mesmo tempo, ainda a chorar e a esfregar os olhos.

A minha mãe olha para ele, abre os braços e diz "Oh, meu querido... anda!"

...

E ele foi...

Aí uns dois ou três degraus...

:-)

Thursday, April 06, 2006

Pré?

E depois de ver a entrada sobre as massagens, diz-me ela:

"já pagas estadias em massagens?"

"e que tal pré-pagamento...."

".....pagas e um dia, qdo precisares dormir cá em casa........"

Eh lá... :-|

"Mas quem são aqueles?"

Pelo final da conferência fomos dar uma volta pela universidade, o André e eu, para matar saudades.

Passamos por várias salas de aula (com as aulas a decorrer) e pusemo-nos a olhar lá para dentro.

Ao fim de pouco tempo, as miúdas dentro das salas olhavam também para fora, provavelmente a pensar "será que eles estão a olhar para mim?" ou talvez "será alguém conhecido?"

E aí o André teve uma ideia...

Passar pelas salas todas, olhar para miúdas lá dentro até elas se sentirem observadas e depois acenar como se se tratasse de uma amizade de longa data!

Ri-me bastante :-)

Quais perguntas sem resposta qual quê!

Volta e meia lá recebo os mesmos mails. Acho que dão a volta à terra e regressam à base.

Há um que me incomoda vivamente: "Perguntas sem Resposta".

E porquê?

Porque são perguntas, mas até têm resposta!

Querem ver?

--

Porque é que apertamos com mais força os botões do telecomando quando ele tem pouca bateria?

Porque costuma resultar?

--

Porque é que se lavam as toalhas? Não é suposto estarmos limpos quando as usamos?

É, mas entre os banhos elas estão molhadas e como tal apanham pó... o que significa que a tua casa está suja.

--

Porque é que os pilotos Kamikaze usavam capacete?

Para se protegerem até chegar ao alvo. Além disso, não era de todo incomum um Kamikaze não encontrar um alvo adequado, voltar à base e tentar novamente no dia seguinte; ora assim sendo, convinha que ele tivesse todas as condições para regressar são e salvo caso não conseguisse cumprir a sua missão (é que já nessa altura os aviões eram caros).

--

O mundo é redondo e chamam-lhe planeta. Se fosse plano chamar-lhe-iam redondeta?

Já pensaste que se calhar o nome vem de quando os nossos antepassados ainda achavam que o mundo era plano? Fica mas é contente por eles não pensarem que o mundo era um corno.

--

Os infantes disfrutam a infância tanto como os adultos o adultério?

Depende dos infantes, e depende da infância... depende dos adultos, e depende do adultério...

--

O que é que as ovelhas contam para poder dormir?

Já foste ver o Brokeback Mountain? Achas que ovelha alguma consegue dormir com aqueles gemidos todos? Elas contam é os minutos até aquilo acabar!

--

Porque é que as ameixas negras são vermelhas quando estão verdes?

Porque essa é a cor delas. A pergunta correcta deveria ter sido "Porque é que chamamos ameixas negras às ameixas que são vermelhas?" Se tivesses feito a pergunta correctamente eu tinha-te respondido.

--

Onde esta a outra metade do Medio Oriente?

Esta é tão estúpida que... olha, foi passar férias para as Caraíbas!

--

Porque e que não há comida de gato com sabor a rato?

Por acaso até há... chamam-se "ratos". Que mania de estar sempre a inventar a mesma coisa...

--

Porque se usam agulhas esterilizadas para dar uma injecção mortal?

Porque não há agulhas não esterilizadas à venda, talvez? Seja como for, o que aconteceria caso a agulha já estivesse colocada no lugar e chegasse o perdão?

--

Se uma pessoa com múltipla personalidade decide suicidar-se considera-se um assassinato múltiplo?

Não, a pessoa limitou-se a tomar uma decisão, não cometeu acto nenhum.

--

Um ezquizofrénico paranóico tem medo de estar a perseguir-se?

Esta incomoda-me bastante... primeiro, porque esquizofrenia não é sinónimo de múltipla personalidade; segundo, porque "esquizofrénico" está mal escrito.

--

Porque e que quando chove levantamos os ombros? Por ventura molhamo-nos menos?

Nós não levantamos os ombros, encolhemos a cabeça! Minimizamos a área do corpo exposta à chuva para nos molharmos menos; e também pode ser que seja uma forma de proteger o pescoço do frio, já que é uma zona tão frágil.

--

Se somos compostos por 80% de água como e que nos afogamos?

Só 20% de nós é que se afoga. Infelizmente, esses 20% costumam incluir os pulmões.

--

Porque é que vendem tabaco nas gasolineiras se é proibido fumar nesses sítios?

Pelo mesmo motivo que vendem preservativos nas farmácias.

--

Adão e Eva tinham umbigos?

Não sei. Essa não é do meu tempo...

--

Se uma palavra estiver mal escrita no dicionario como e que sabemos?

Deixa-me adivinhar... tinhas ido ver "esquizofrénico" ao dicionário?

"Agora paga!"

Primeira vez que se fica a dormir em casa da Magda:

"Olá! Queres beber alguma coisa? Queres comer alguma coisa? Precisas de alguma coisa? Ficas a dormir neste quarto. Precisas de mais cobertores? Precisas de uma toalha?"

Segunda vez que se fica a dormir em casa da Magda:

"Olá! Queres beber alguma coisa? Queres comer alguma coisa? Precisas de alguma coisa? Ficas a dormir neste quarto. Precisas de mais cobertores? Precisas de uma toalha?"

Terceira vez que se fica a dormir em casa da Magda:

"Olá! Olha, agora que vens cá pela terceira vez deixas de ser visita e passas a ser da casa, OK? Tens aqui chave da porta, já sabes qual é o teu quarto e já sabes onde estão as coisas. Desemerda-te."

É uma rapariga muito porreira, ela :-)

Hoje chegou-se à minha beira, sentou-se de costas para mim e disse: "Paga a tua estadia!"

Massagens, meus amigos... Massagens!

Munchkin

Ao mesmo tempo que escrevo isto encontro-me a jogar Munchkin, com a Magda e a Paula (e curiosamente neste momento estou a perder).

O jogo é divertido, mas também é bastante estranho...

Neste momento sou um Wizard de sexo masculino, tenho uma Flaming Armor, um Helm of Courage e um Rat On A Stick, para além de quatro tesouros, uma carta de Halfling e uma Leather Armor extra...

E segundo me dizem, é possível que tenha que mudar de sexo durante o decorrer do jogo... :-/

No meio de tudo isto, quase todas as conversas que temos tido têm ido parar a sexo...

Mas não todas...

Algumas começam logo lá :-/

Alfa Pendular, Primeira Classe

Ah pois!

Fiz a viagem para Braga em classe Conforto, que é a primeira classe...

Quer dizer, é a primeira classe, "supostamente", porque na verdade vim nas carruagens de trás. A classe turística é que era a primeira...

Mas adiante...

Foi a primeira vez que viajei em primeira classe com a CP, e tenho-vos a dizer que... gostei.

A princípio não dei pela diferença, tudo me parecia igual, à parte o facto de que quase todos os homens estavam de fatinho e as mulheres ou tinham já uma idadezita ou estavam super produzidas... ou ambas as coisas.

Depois sentei-me...

Eeeeeeeehhhhhh... que bancos laaaaaaargos...

Os bancos eram tão largos, tão largos... que de cada vez que o comboio fazia uma curva eu deslizava de uma ponta do banco à outra.

Depois veio um moço oferecer jornais e auriculares... Eu achei aquilo suspeito e disse que não falava Português...

Pronto, OK, não foi bem assim... disse-lhe que não falava Inglês, e enquanto ele se mostrou confuso gamei-lhe dois pares de auriculares!!

...

Pronto, pronto, também não foi assim... mas podia ter sido!!!!

Adiante...

Dali a pouco apareceu uma rapariga que parecia ser assistente de bordo (sim, que de avião já andei eu umas poucas de vezes), mas como o comboio não tem saídas de emergência sobre as asas (provavelmente porque não tem asas; mania de cortar nas despesas...) ela limitava-se a oferecer bebidas e uns aperitivos.

Pois sabem o que vos digo?

Digo-vos que os amendoins fritos da Delta são mesmo muito salgados! Oh se são!

Onde é que está a água?

(Obrigado Sukita pelo bilhete de comboio :-P )

Wednesday, April 05, 2006

Sim, ainda aqui estou

Um tipo começa a pôr quatro posts por dia e quando falha vem-se logo toda a gente queixar! :-)

Está bem, mas eu gosto :-)

Razões para este atraso?

- Estou prestes a sair para ir apanhar um comboio para ir a Braga;

- Tive muito trabalho hoje;

- E tenho que o terminar antes de sair.

E que vou eu fazer a Braga...?

Vou a uma conferência!

E vou rever caras conhecidas e ver caras novas! :-)

Partindo do princípio de que terei rede por Braga, podem contar com alguns posts directamente do Norte! ;-)

"Surpreende-me"

Eu: Onde queres ir jantar?

Ela: Surpreende-me!

E sempre que me dizem isto sinto uma enorme vontade de dar uma bofetada à pessoa...

Pá... é naquela... eu tenho a certeza de que a iria supreender... O:-)

Tuesday, April 04, 2006

Pois é...

Ela tinha acabado de me fazer uma pergunta...

Eu: Pois é...

Ela: "Pois é" não é resposta!

Eu: Pois não...

Belo almoço

Estavamos debaixo de uma daquelas árvores que estão sempre a deixar cair coisinhas.

Eu: Tens uma coisa no cabelo.

Ela: Ah, não faz mal, tu tens uma na testa!

:-|

Alguém disse "fotos"?

Alguém pediu fotos?

Ora pois então cá vai mais uma!



Oui, c'est moi même ;-)

Monday, April 03, 2006

Consumo mínimo obrigatório

Depois deste blog ter chegado às 500 visitas e de alguém ter comentado que isto estava a ser um sucesso (o que é relativo, eu sei), eu disse:

"Já sei! Deixo aumentar um pouco mais e... passo a cobrar entrada no blog!"

Sim, porque eu tenho que ter planos para ficar rico, não é? Não posso esperar que toda a fama e fortuna me caiam do céu!

Mas parece que a ideia não agrada à maioria das pessoas que perguntei (provavelmente porque só perguntei a uma), de modo que decidi ir por uma abordagem diferente...

A partir de agora, este blog tem "consumo mínimo obrigatório". E esse consumo são dois comentários!

Ah pois!

"Gosto de ti"

Um destes dias disseram-me umas frases muito bonitas :-)

É sempre bom quando nos demonstram que agradamos ao próximo :-)

Er...

"Próxima", eu queria dizer "próxima"! O:-)

Situações incómodas

Há situações em que só nos apetece enfiarmo-nos num buraco, como quando uma pessoa vai atravessar a porta por onde acabamos de passar e diz "Obrigado" por nós a termos segurado quando... não o fizemos... e a pessoa leva com a porta em cima logo após ter agradecido por uma coisa que nós podiamos ter feito mas não fizemos...

Ou então dizer "Miguel, queres ir ao cinema, logo?" e só nos apercebermos que estavam dois Miguéis à nossa frente quando ambos respondem ao mesmo tempo... com a mesma resposta!

Oops... O:-)

Boa disposição

É querer correr, saltar, rir e dormir ao relento!

É ter calor mesmo quando há vento!

É não ter sono!

É ter sede!

Sede de viver e a necessidade de arrefecer o fogo dentro de nós!

É ter fome e só querer comer fruta!

Virar-me para a vida e dizer: "Ah, sua p***!"

Ananás, pêssego, morangos, melão e melancias!

Uvas e cerejas, framboesas e fantasias!

É querer ver e cheirar as flores!

Querer beijar e abraçar os meus amores!

Ouvir música a tempo inteiro!

Bem alta!

Para não ouvir mais ninguém!

É isto!

Boa disposição é isto! :-)

(Nota mental: deixar de beber Vodka ao pequeno-almoço)

Olha, olha, dois ovitos...

Uma amiga minha diz que está traumatizada...

Provavelmente fruto do sono, quando acordou foi à varanda e pegou em dois ovitos que uns passaritos lá tinham deixado e colocou-os... no lixo... :-O

Mas agora pergunto eu...

Se ela está traumatizada (que está! mesmo muito! vá, não lhe passem sermões nos comentários que a cabeça dela já está a tratar disso!)... como eu ia a dizer, se ela está traumatizada...

Como ficarão os passaritos ao nascer?

Será que vão crescer pensando que aquela casca de banana é a Mãe e o peluche meio rasgado é o Pai?

Parece que já estou a imaginar, um dos ovos a dizer para o outro: "Olha lá, não te cheira a qualquer coisa?"

O:-)