Monday, September 04, 2006

Primeiro diz que é a minha musa, depois oferece-me uma gravata cor-de-rosa, e depois...

Fui buscar um fato e levei-a comigo (ou se calhar foi ao contrário).

Enquanto experimentava o fato ela foi desencantar algures uma gravata cor-de-rosa e pediu-me (ou será que me ordenou?) que a experimentasse.

Enquanto tirava o fato ela pagou a gravata (tirava o fato para vestir a minha roupa, entenda-se) e, mais tarde, ofereceu-ma.

Íamos nós pela rua quando ela me explicou:

- Considera essa gravata uma prenda de aniversário atrasada.

Vá lá, mais uma prenda! Mas não se ficou por aí:

- ...mas tem uma condição...

- Sim...?

- A primeira vez que a usares terá que ser comigo!

- Ai sim?

- Sim, e vais-me pagar o jantar, nesse dia!

- Er... vou?

- Vais!

- E quem escolhe o sítio?

- Escolhes tu... de uma lista feita por mim... Aliás, eu faço uma lista, tu escolhes três sítios dessa lista e depois eu escolho um desses três!

- Essa lista porventura não irá ter só três sítios?

- Sabes... isto seria muito mais divertido se tu não fosses tão esperto...