Tuesday, October 10, 2006

Ainda a abóbora

Ela: Bem, é melhor eu ir embora, senão ainda adormeço aqui no teu carro e depois tens que me carregar!

Eu: Ah, não te preocupes! Eu espero que te transformes em abóbora e depois deixo-te ali na varanda.

Ela: Mas sabes que as abóboras ainda são pesadas...

Eu: E eu quero lá saber! Pelo menos as abóboras rebolam!