Wednesday, October 11, 2006

Mortos-vivos

Por acaso é mesmo triste...

É que um morto-vivo ainda é uma figura de respeito...

- Então, que fazes tu na vida?

E responde ele com orgulho:

- Eu? Eu sou um morto-vivo!

Caramba, mete respeito!

Agora imaginemos a mesma coisa com uma mulher:

- Então, que fazes tu na vida?

- Eu? Eu sou uma morta-viva!

Oh, caneco...

É que parece mesmo que a rapariga andou a beber e agora anda aos trambolhões...