Friday, January 19, 2007

E o que é isso, Perl?

Eu esqueço-me continuamente que a maior parte dos leitores deste blog (que já são quase 100, yay!) não faz a menor ideia do que é que eu faço e do que é que uma coisa chamada Perl significa.

Ora então, passo a explicar (ou a tentar).

Perl é uma linguagem de programação.

Já tem 20 anos, e crê-se haver mais de um milhão de programadores em todo o mundo a usá-la.

Uma das melhores coisas que o Perl tem é a sua comunidade, com conferências, grupos locais, publicações, etc. É um mundo, de facto.

E nesse mundo eu já fiz algumas coisas...

Em 2004, tornei-me o primeiro Português a fazer uma apresentação na conferência Europeia de Perl, a YAPC::EU. O Alberto também foi lá falar, mas a minha apresentação foi, salvo erro, às 10:00, e a dele foi mais tarde, pelo que eu fui o primeiro O:-) Por outro lado, o Alberto foi o primeiro Português (e, até à data, o único) a escrever artigos para a revista The Perl Review.

Em 2005 organizamos, eu e o Alberto, a YAPC::EU (Yet Another Perl Conference :: Europe) desse ano, em Braga, Portugal. Trazer esse evento ao nosso país foi uma vitória, mas melhor ainda foi que quase toda a gente o considerasse o melhor até àquela data (e muitos continuam a considerá-lo até esta).

Ainda em 2005, tornei-me também no primeiro Português a falar na YAPC::NA, a conferência homónima, mas na América do Norte. Nesse ano, foi no Canadá.

À custa destas coisas fui descoberto pela log, que sempre usou e apostou muito no Perl, e que acabou por me contratar. Passado menos de um ano e meio fui promovido e passei a liderar o departamento de Desenvolvimento Aplicacional, e agora lidero também o de Integração de Sistemas, mas isso já são outros quinhentos; vamos continuar com o Perl.

Quando vim para Lisboa tentei reavivar o grupo local de programadores de Perl: o Lisbon Perl Mongers.

Felizmente, tive o apoio de muita gente (e de algumas empresas) e o grupo conta hoje com mais de 90 pessoas na mailing list. Temos uma reunião social mensal (primeira Quinta-feira do mês) na qual nos juntamos num café ou num bar para conversarmos sobre tudo e mais alguma coisa (geralmente é muito divertida e conta sempre com algumas pessoas que não são programadores; o nosso recorde de presenças vai em 12, só, mas tem vindo sempre a aumentar, desde a altura em que só 2 pessoas apareciam) e vamos tendo também reuniões técnicas, onde se fazem, como o próprio nome indica, apresentações técnicas (o recorde aqui é de 31 pessoas). Ao fim de algum tempo, o líder do grupo passou-me o ónus da liderança do grupo, apesar de na altura eu não saber o significado da palavra "ónus".

No entretanto, criámos a APPP: Associação Portuguesa de Programadores Perl. Eu e o Alberto convidámos 7 pessoas da nossa inteira confiança para tal: Ema Martins, Magda Joana, Jonas Alves, Nuno Nunes, Pedro Melo, Francisco Cabrita e Alexandre Carvalho. Depois fomos tentar arranjar o domínio www.appp.pt e deparámo-nos com a Associação Portuguesa de Pesca à Pluma, de modo que estamos em www.perl.pt :-)

Em 2006 fui novamente à YAPC::NA, desta feita em Chicago.

Regra geral, nestas conferências, faço sempre umas três apresentações, e pelos vistos a malta até me acha piada, de modo que comecei a ser reconhecido (a minha melhor apresentação de sempre foi uma que fiz no Canadá; das 400 pessoas que estavam na conferência devo ter falado com umas 200, a darem-me os parabéns).

Em Chicago, ajudei também a encenar uma peça de teatro à pressa...

Basicamente, não fui almoçar e, em vez disso, criei uma peça de teatro em que terroristas raptavam Larry Wall, o criador da linguagem Perl, para depois pedirem um resgate e mais uma série de condições. A peça contou com um negociador de reféns, uma tentativa de resgate com forças especiais, magia voodoo, muitas gargalhadas por parte do público e culminou com uma angariação de fundos para a Perl Foundation (1000 e tal dólares com os quais a fundação não estava a contar).

Mas isto não é nada...

Se eu vos contasse daquela vez que, numa conferência em Toronto, me vesti de ninja...

Mas adiante :-)

Como pelos vistos a malta gosta de mim e já tenho algumas provas de trabalho e dedicação dadas, a dada altura dessa conferência em Chicago fui abordado por pessoal da TPF que me convidou para o cargo de Community Relations Leader, que é um nome que não me agrada, porque parece demasiado burocrático, mas tudo bem.

De modo que agora sou eu quem ajuda pessoas a começar novos grupos, quem apoia os grupos já existentes, etc.

E está explicado o que é o Perl :-)

Omiti alguns factos, como por exemplo o da criação dos Viana Perl Mongers, cujo líder agora é o Francisco, algumas conferências a que fui, como por exemplo a da Austrália, algumas conferências a que não fui mas para as quais fui convidado, como o Foo Camp da O'Reilly, por exemplo, para o qual todos os anos são convidadas apenas 100 pessoas (e eu fui uma delas, tal como o Alberto), e mais uma série de coisas. E mesmo omitindo essas coisas e mais algumas este post parece-me longo que eu sei lá...

Mas tenham calma, relaxem, respirem fundo, que eu já termino, OK? :-)

O importante aqui é ter em atenção que não estou a falar de nenhuma seita religiosa, certo? :-)

É uma linguagem de programação, é algo profissional :-)

E tenho dito :-)

Questões? Ou ficaram elucidados? :-)