Wednesday, May 16, 2007

Pessoas estúpidas

Perdoem-me o título deste post, mas não me ocorreu um melhor.

Este post é sobre pessoas que agem sem pensar.

Ora então aqui fica um exemplo, acontecido com uma amiga minha:

1 - Fulana de tal vai ter ao gabinete de uma pessoa, a minha amiga, que trabalha numa faculdade, explicando que necessita de ajuda para um trabalho;

2 - Fulana de tal não sabe bem o que quer e trata a pessoa por "pá";

3 - A pessoa explica à fulana de tal que vai ter que fazer alguma pesquisa básica prévia para saber ao certo de que é que necessita, pede-lhe que lhe envie determinada informação para a poder ajudar, marca uma reunião com a fulana para dali por uns dias para a poder ajudar e pede-lhe que não a trate por "pá";

4 - Fulana de tal sai do gabinete, com a combinação da pesquisa e da reunião e...

DIRIGE-SE AO LIVRO DE RECLAMAÇÕES DA FACULDADE E RECLAMA DA RAPARIGA QUE A ATENDEU!

A título informativo, reclamou que a pessoa que a atendeu tinha sido arrogante e que nunca a encontrava no gabinete, o que até faz sentido, porque só a procurou da parte da manhã e a pessoa só trabalha da parte da tarde.

Mas reparem...

Ainda com a noção de que queria e necessitava da reunião dali por uns dias, foi fazer uma reclamação da pessoa.

Quando chegou o dia da reunião, foi ter com a pessoa e espantou-se quando a pessoa lhe disse que não iria colaborar com ela porque depois de ser alvo de uma reclamação formal à sua pessoa não se sentia à vontade para tal até o assunto estar resolvido (sim, que este tipo de reclamação nestes estabelecimentos tem que ser respondido e tratado formalmente).

Mas...

Não há aqui qualquer coisa que está mal?

Mas quem é que provoca uma pessoa mesmo antes de precisar dela?

Não bastam dois dedos de testa?

Isto é o equivalente a telefonar ao vizinho a pedir-lhe o cortador de relva emprestado, combinar ir lá no dia seguinte buscá-lo e de seguida processá-lo por estacionar sempre o carro em frente à sua garagem.

E quê, está-se à espera de no dia seguinte o vizinho estar à porta de casa com o cortador à espera? E com um sorriso na cara, já agora, não? :-)

Note-se que não estou a falar de fazer ou não uma reclamação, ou de processar ou não uma pessoa. Estou é a falar da ordem dos acontecimentos.

Ele há cada uma...

Depois admiram-se... :-)