Wednesday, February 06, 2008

Cloverfield

Este sim, um belo filme.

Primeiro vou-vos dizer sobre o que este filme não é.

Este filme não é sobre um gigantesco monstro que ataca Nova Iorque, destruíndo prédios como quem tropeça em legos e causando a confusão geral numa cidade repleta de pessoas que tentam desesperadamente escapar a uma morte certa nas presas deste ser ou uma menos certa causada pela derrocada de mais um prédio enquanto o exército tenta
por todos os meios travar a besta.

Não, este filme não é sobre isso, pois se fosse eu não o teria ido ver duas vezes.

Este filme é sobre o jovem que está prestes a ir trabalhar para o Japão e que vai deixar tudo para trás, incluindo a miúda que mais adora.

E quando tudo parece perdido, este jovem declina uma chance de sobrevivência escapando da cidade em prol de uma tentativa heróica e claramente suicida de se dirigir ao centro da cidade em salvamento da sua mais-que-tudo.

Nada de Hollywoodices.

Nada de explicações absurdas.

Apenas o caos, a destruição, e a certeza de ter que fazer algo.

Um filme fora do comum que me consegue dizer muito.